domingo, 3 de abril de 2011

Marinheira


Fiz no campo meu berço
A espera de um olhar
Para mudar os meus olhos
Na tenra grama
Projetei um mar verde
Ondulando com o vento
Com os grilos piratas a cantar
O repousar do dia.
Abraçando o cinza do meu peito
Apenas o cobertor sabia
O que era a minha pele
E o frio desenhava-se em meu corpo
Na solidão do verde daquelas águas
Seguia na companhia da distância
Uma ânsia de voltar para a terra
De sentir meus pés firmes
E meus olhos menos mareados
Porém, ainda tinha um cobertor
para acalentar meu desassossego
E me manter seca
Mesmo marinheira naqueles campos

Mayara Floss


8 comentários:

  1. Me identifiquei tanto com este espaço. Imagens e palavras que se completam. Gostei...





    http://lindascores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Toda a gente deveria ter um cobertor especial que fosse sempre uma fonte de ternura e calor gratuita e infindável...

    ResponderExcluir
  3. Poema narrativo que apresenta a vida dura de uma mulher. Salva-a e protege-a da solidão e do frio um cobertor. O cobertor é o agasalho terno que lhe aconchega e aquece a alma e o corpo.

    ResponderExcluir
  4. Belíssimo, conjunto texto e imagem! Parabéns pela participação!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
  5. A ternura é um momento muito especial entre as pessoas.
    Lindo o texto. a interação de Amigos tbém está participando.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    São momentos que tracamos as ideias..
    Um grande abraço,
    Sandra

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Ficou muito sensível a sua ternura!!!
    Em muitos casos, é preciso de extrema sensibilidde para enxergar a ternura nas diversas formas de ser marinheiro(a) pala vida afora...
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  7. Lindo, Mayara.

    "E o frio desenhava-se em meu corpo
    Na solidão do verde daquelas águas
    Seguia na companhia da distância
    Uma ânsia de voltar para a terra
    De sentir meus pés firmes"

    Lembrou algo de ZD:

    "Se volto pra mim
    Pouso na terra
    E é macio saber
    Que isso não me assusta
    Que já não me assusta
    E me gusta voltar"

    Saudade de ler teu blog!

    Bjos ;D

    ResponderExcluir
  8. Suavemente terno e lindo!Aplausos...bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...