quarta-feira, 14 de abril de 2010

Até algum lugar

Foto: Fabiano Trichez

Meu teto é o céu
e minha casa não tem
Paredes...
Meu chão é todos os lugares
E se eu não vou até
algum lugar do mundo
O mundo me leva
até algum lugar...

Mayara Floss

10 comentários:

  1. Olá. Chegado via "Fábrica".
    Gostava de poder ser esse alguém sem fronteiras e sem paredes. Desaparecer por alguns dias, sem dar satisfações e caminhar tem um efeito terapêutico enorme...

    ResponderExcluir
  2. Todo o mundo, e qualquer parte dele está ao alcance de uma viagem.

    ResponderExcluir
  3. Tão tranquilo.. Tão sereno..
    Viajar é tudo bom. Bela participação. Estamos ai contigo.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    Vou te esperar na Interação para compartilharmos dessa bela viagem..
    Até mais,
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Vou roubar um adjectivo usado por " tempestade interior". Peço desculpa, mas, de facto, este pequenino texto diz muito, e é, de facto, "inspirador"!
    Somos do mundo, e o mundo é nosso!

    ResponderExcluir
  5. Lindíssima participação!!! Amei seu blog ..Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Não existe chão quando podemos sonhar...a fotografia é também a estrada.

    Da Fábrica de Letras até aqui.
    :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...